QUANTAS NOTAS SERÃO NECESSÁRIAS ?

O Jogador do Real Madrid, Vinícius Júnior, mais uma vez, é alvo de atos racistas por criminosos em jogo válido pelo Campeonato Espanhol no dia 21 de maio de 2023.

Há duas temporadas, inúmeras vezes, ouvimos a palavra “macaco” sendo endereçada ao Vinícius Júnior, não só nos estádios, mas também nas ruas. Ouvimos da ‘torcida’ adversária e, algumas vezes, da própria ‘torcida’ do Real Madrid nesse período em que o jogador está em solo europeu.

Presenciamos a condescendência da organizadora do futebol espanhol – La Liga – em todo esse período, nada se fez, na verdade, o pouco que foi feito – notas de repúdio, por exemplo – não bastou. O atual presidente da La Liga, Javier Tebas, se posicionou com relação ao ocorrido, minimizando os atos racistas sob alegação de que foi mais um caso isolado e que o jogador “deveria se informar melhor”.

Como se fosse um ‘regalo’ dado aos racistas, assistimos à expulsão do jogador brasileiro para o deleite desses criminosos presentes no estádio. Se não bastasse isso, vimos “comentaristas” e “jornalistas” espanhóis dizerem e escreverem: “Vinícius Júnior provocou…” Era de se esperar, pois a vítima sempre é a culpada.

Infelizmente, o racismo na Espanha – e no mundo – não é novidade. A cultura racista persiste há séculos, é preciso muito mais que educação para dissolver essa cultura.

Boa parte da sociedade fará, legitimamente e de modo assertivo, suas manifestações – uns com publicações, outros com notas e alguns com atos públicos -, porém a pergunta que nós, pretos, fazemos é:

Quantas notas, publicações e atos públicos, serão necessários para acabar com a cultura racista?

É preciso punição severa, sob pena de estarmos nos próximos meses repetindo o mesmo post, emitindo a mesma nota, sem qualquer mudança significativa.

Últimas Notícias

SELEÇÃO DE EMPRESA

A ASDPERJ dá início ao processo de seleção de empresa para apoio de suas atividades.As propostas deverão ser apresentadas de 15 a 19/04/2024.Termo Referência –  (Clique

Saiba Mais »

QUANTAS NOTAS SERÃO NECESSÁRIAS ?