Recomposição salarial dos servidores do estado sai no Diário Oficial

O Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro (DOERJ) publicou hoje (15/10) a Lei nº 9.436/2021, que dispõe sobre a recomposição anual dos servidores (veja a lei na íntegra) A Lei prevê duas situações distintas e com algumas condicionantes, além de ser autorizativa e precisar de regulamentação por decreto do governador.

A primeira situação (art.1° e seus parágrafos) autoriza uma recomposição inflacionária anual que será paga de acordo com o IPCA acumulado entre 06 de setembro de 2017 e 31 de dezembro de 2021. Simulando um IPCA projetado entre 24 e 26% até 31/12, a recomposição ficaria assim: 50% no primeiro bimestre de 2022 (entre 12 e 13%); 25% no primeiro bimestre de 2023 (entre 6 e 6,5%); e 25% no primeiro bimestre de 2024 (entre 6 e 6,5%).

Mas esta é somente uma projeção. Como se trata de uma Lei autorizativa, o governador Cláudio Castro (PL) precisa ainda editar um decreto fixando os índices, períodos e demais detalhamentos.

A segunda situação (art. 3° e seus parágrafos) também autoriza a recomposição salarial anual dos servidores pelo IPCA acumulado nos 12 meses imediatamente anteriores a partir de janeiro de 2023 (parágrafo 1°), condicionada ao cumprimento das exigências impostas pela própria Lei (parágrafos 2° e 3°), ou seja, se no ano anterior a receita corrente líquida crescer mais que a inflação, o governador já estará autorizado a somar o IPCA do ano de 2022 à 2° parcela de 25% que será paga no primeiro bimestre de 2023, ocorrendo o mesmo em 2024, quando deverá ser paga a 3° parcela acrescida do IPCA referente a 2023.

O Fórum Permanente dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (FOSPERJ) esclarece que o governador fez um acordo com o parlamento e se comprometeu publicamente com todos os servidores públicos do Estado em recompor em três parcelas parte das perdas salariais acumuladas, cabendo agora a todos nós acompanhar de perto toda essa tramitação para garantir que a recomposição seja concretizada no contracheque de todas as categorias do serviço público estadual.

O FOSPERJ considera que o estado do Rio de Janeiro ainda deve aos servidores os valores das perdas salariais entre 2014 a agosto de 2017. A efetivação da recomposição salarial sempre foi uma pauta constante de luta do Fórum desde sua fundação e continuará sendo até a regulamentação da Lei n° 9.436 de 14/10/2021, hoje (15/10) publicada, não deixando de ser uma vitória dos servidores, ainda que aprovada após a retirada de uma série de direitos históricos, por imposição do novo Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do estado na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Últimas Notícias

Nova parceria CNA

Parceria de Sucesso entre ASDPERJ e CNA! O CNA oferece descontos exclusivos para associados e dependentes da ASDPERJ que desejam aprender um novo idioma! São

Saiba Mais »

SELEÇÃO DE EMPRESA

A ASDPERJ dá início ao processo de seleção de empresa para apoio de suas atividades.As propostas deverão ser apresentadas de 15 a 19/04/2024.Termo Referência –  (Clique

Saiba Mais »

Recomposição salarial dos servidores do estado sai no Diário Oficial